sexta-feira, junho 09, 2006

A onde é que está?


A onde é que estás?

Se Pentecostes foi o inicio…

A onde é que estás?

Se estás entre nós, porque não estás dentro de nós?

Se estás dentro de nós, porquê que o teu fruto não é notado?

A onde é que está o mal?

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos.
Vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmo 139:23,24

Qual é o fruto que deve brotar de dentro de nós?

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.
Contra estas coisas não há lei. Gálatas 5:22,23

8 comentários:

Andrea disse...

Sim, o Espírito está entre nós.

Dentro de nós, sim se já tivermos pedido a Jesus para ser o dono total do nosso coração.

Se esse Espírito faz alguma diferença na vida de quem entrega o seu coração ao Senhor?
Sim, se nos humilharmos constantemente diante do Senhor e buscarmos o Seu amor.

Medito no tipo de habitação espiritual que somos, se estamos constantemente debaixo da sonda de Deus e se isso é um desejo que chega a tornar-se uma necessidade tal que nos aperta o peito. Pode parecer fanatismo, mas não, para mim isto é dependência e confiança total.

Onde está o mal?

Sinceramente, na minha opinião, está em não existir uma entrega total do Filho de Deus ao Seu Senhor e consequentemente não experimentar em todo o tempo o completo amor de Deus. O filho entrega-se mas com reservas achando que o Pai lhe deu a inteligência e o livre arbítrio para tomar as suas decisões, o Espírito Santo é procurado mas só às vezes. Para mim, Filho que pensa assim não conhece o Seu Pai celestial. Arrisco dizer que nem todos os Filhos conhecem a pessoa do Espírito Santo, por isso como podem falar Nele, pensar Nele, entregar-se a Ele ou dar sequer os Seus frutos?

Queria deixar somente aqui uma questão que tenho visto, sentido, meditado e vivido:

O que temos buscado mais? Amar a Deus ou Servir a Deus?

Deus tem me ensinado a profunda diferença entre os dois, e estou muito grata por estar a ser dirigida no caminho do amor. O Espírito ensina-nos a amar e com esse amor por Deus a crescer, os frutos do Espírito flúem naturalmente e aí o serviço a Deus torna-se uma expressão exterior prazerosa do que Ele está a fazer no nosso interior.

“Por isso, vocês não podem dar fruto se não estiverem unidos a mim” João 15:4
“A árvore boa dá bons frutos e a árvore má dá maus frutos.” Mateus 7: 17
“Portanto pelos seus frutos os conhecereis.” Mateus 7:20

Um beijo bem grande e carinhoso para o meu querido marido.
És uma bênção! Que Deus continue através do Seu Espírito a cuidar do teu interior, para que dês ainda mais e mais frutos espirituais.

Paula disse...

Olá Pedro.

Mais uma vez, gostei muito das tuas palavras... foram inspiradas pelo Pai, pelo menos eu sinto-as dessa forma.

Deixo aqui umas palavras de um Salmo que me tem acompanhado diariamente e que acho que estão muito relacionadas com o que escreveste:

"Ó Deus, dá-me um coração puro; renova e dá firmeza ao meu espírito.

Não me afastes da Tua presença nem me prives do Teu santo Espírito!

Faz-me sentir de novo a alegria da tua salvação; mantém-me com o Teu Espírito generoso." Salmo 51: 12-14, 19

Diz a Bíblia que o Espírito Santo tem ciúmes intensos! Quando eu me ponho a pensar nisto, entendo o porquê de muitas vezes ELe não se fazer sentir, em mim e nos outros... E alguém só sente ciúmes quando o alvo do Seu amor não está totalmente dirigido a uma só pessoa... quando devia estar...

É verdade... o Espírito foi derramado na terra e marca cada um dos que se tornam filhos, mas só habita na sua plenitude nesses mesmos filhos se eles o DESEJAREM! Desejarem como a terra seca deseja a água! Como alguém que morre à fome deseja os alimentos! E este desejar torna-se uma necessidade, como a Andrea falou...

E é aqui que a "porca torce o rabo"... cada um de nós precisa sentir-se pequeno, bem pequenino... necessitado... muito necessitado... sem valor próprio para agradar o Pai, sem capacidade própria para amar...

E é aqui que muitos dos filhos não chegam...

E como se acham "Boas pessoas", cumpridores de mandamentos, servem a Deus, até falam dele, não entendem que para Deus, o melhor sacrifício que se pode oferecer é um coração arrependido, humilde, contrito... e para isso, cada um tem de "cair em si próprio" e ver a necessidade que tem de ser habitado pelo Espírito.

Sem tudo isto, não há plenitude do Espírito para ninguém... o Espírito continua derramado na Terra, mas não se manifesta em nós e através de nós.

Sem tudo isto, não há frutos do Espírito para ninguém... pois ELe não enche os corações que estão cheios de auto-justiça... e os frutos não se manifestam em quem não está derramado o Espírito...

Creio que Ele só toma conta de um coração que o deseja e que pede! Que pede... que deseja apaixonadamente a sua presença, relacionar-se com Ele, falar com Ele, ouví-Lo, sentí-Lo.

Onde estão os corações humildes?

Onde estão os corações que amam o Pai?

Onde estão os corações que não conseguem viver sem o Espírito?

A resposta a estas perguntas responde também à tua pergunta: "onde é que está o mal?"

Quanto a mim, resta-me dizer que desejo ter um coração puro, e um espírito renovado e firme, todos os dias... eu preciso muito disso... e só assim sei que posso viver o Pentecostes todos os dias... e amar o Pai... e não ser igual a todos os outros nos quais eu não vejo vida, relacionamento REAL com o Pai.

Espírito, eu amo-te e quero ser cada vez mais um templo dedicado a ti, que se enche de Ti.

Deus te abençoe Timor... Um beijinho e desejo de muitas bênçãos.

Paula disse...

Esqueci-me de colocar um versículo que citei lá em cima e que é mto importante para mim. Vou aqui deixar:

"O sacrifício que agrada a Deus é o arrependimento. Ó Deus, tu não desprezas um coração arrependido e humilde." Salmo 51:19

Beijinhos!

Timor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Timor disse...

Andrea e Paula, obrigado pelos vossos comentários. Vou resumir o meu pensamento: O Espírito Santo anda aí, mas anda muita boa gente a querer calá-lo.
Beijinhos queridos.

Ana disse...

Olha timor, nesse ultimo comentário é q disseste uma coisa certa... até admira, vindo de ti!! hihihi tou a brincar! Mas quis mesmo dizer-te que gostei do teu comentário em resposta à Paulinha e à Andrea, porque muitas vezes isso tá no meu pensamento tambem!

Beijinhos *

Timor disse...

Aninha, até que em fim que das nas vistas.
Obrigado por dizeres coisas TÃO SIMPATICAS. Estou a espreita.
O que para lá levas, para cá trazes…
Beijocas mana.

Ana disse...

Timor o que eu disse era p me meter contigo... mas concordei com o teu comentário, pq tu és mto sábio no que dizes :) hihihi Sabes que ainda ontem pensei nessa ultima frase que disseste? A primeira vez que me disseste isso foi quando estavamos a ensaiar para o louvor da páscoa do ano passado! Juro que as vezes me lembro dessa frase e nunca tive 100% de certeza do q ela queria dizer, apesar do sentido dela acabar por ser sempre o mesmo pra mim...
Beijoka!